“Não há porque permitir ser vítima o coração
mesmo daquilo que mais junto guardo
te digo que o que tens de mais intenso
não há de ser rasgado
há de ser entregue às circunstâncias
que mais puderem alimentá-lo
que cresça o coração e que até nos domine
mas que vítima não seja, que de fingir não pereça
que possamos nos alimentar apenas
dos sentimentos que acreditamos merecer
construiremos nosso próprio acreditar
e nossos próprios merecimentos
é assim que seremos…”

 

[Já tinha postado esse aqui?]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: